shop-cart

Now Reading: Relato de Laurinda Gouveia, agredida pela polícia angolana

Relato de Laurinda Gouveia, agredida pela polícia angolana

Relato de Laurinda Gouveia, agredida pela polícia angolana


Print Friendly, PDF & Email

 

recebido dia 26-11-2014

Man@s, aqui vai o relato da Laurinda. É a 4ª ou 5ª vez que ela é agredida, mas desta vez esses meliantes fardados foram longe demais. Depois de 3 anos a lutar parece que afinal as queixas-crime não estão a ser suficientes para dissuadi-los destas práticas animalescas.

 

Ao aproximar-me do largo reconheci as caras de vários comandantes e de alguns sinfos. Bem perto do largo, 4 manos decidiram que iriam tomá-lo de assalto e eu pus-me a filmar. Logicamente que os 4 foram rapidamente neutralizados.
Fui de imediato abordada por um agente do SINSE que reconheci e me perguntou: “não estás a reconhecer-me?”. Fui sempre respondendo que “não”.  Nisso ele puxou de uma de ferro e começou a açoitar-me nas pernas enquanto insistia: “não estás a reconhecer-me?”.
Sete polícias graduados (vi as patentes) juntaram-se à volta de mim em círculo e começaram a bater-me de todas as maneiras enquanto eu estava estendida no chão. Quis rastejar para debaixo da carrinha da polícia, mas ouvi um deles gritar para um agente “liga o carro e passa por cima dela!”. Voltei a rastejar para fora e eles continuaram a bater-me como se eu fosse um saco de batatas. Depois disseram-me que sabem onde eu vendo e que era melhor eu fugir do Cassenda porque iriam me matar. Mijei-me por duas vezes e perdi os sentidos. Eles diziam que não era o suficiente “hoje vais ter que te cagar”.
Levaram-me para o Largo das Escolas onde continuaram a maltratar-me a mim e a qualquer jovem que passasse de mochila.
Depois atiraram-me para a berma da estrada e aí me deixaram.

 

agressao_laurinda_1

agressao_laurinda_2

 

 

A story about

,

,

With

9

Views


Written by

Jornal Mapa

Show Conversation (0)

Bookmark this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

0 People Replies to “Relato de Laurinda Gouveia, agredida pela polícia angolana”


More from Mapa do Leitor Category